Blog Copagaz
7 de novembro de 2018
Categoria:
Comentários (0)

Pizzaria delivery, restaurante ou food truck: qual escolher?

Ingressar em um novo negócio nem sempre é uma tarefa simples. É preciso muito planejamento para não trocar os pés pelas mãos e acabar investindo em algo já fadado ao fracasso por falta de conhecimento prévio. Se o seu sonho é abrir uma pizzaria, mas ainda não faz ideia por qual modelo de negócio optar, este artigo é perfeito para você. Pizzaria delivery ou food truck? Restaurante à la carte ou rodízio? Descubra qual modalidade combina melhor com o empreendedor que há em você. Vem comigo!

Pizzaria Delivery

A principal característica desse modelo de pizzaria é o trabalho focado apenas na entrega em domicílio. Ou seja, você não precisa ter uma estrutura montada para receber os clientes. Por conta disso, o investimento nesse tipo de operação é menor, quando comparado a uma pizzaria com atendimento em salão (restaurante) – algo entre R$ 10 mil e R$ 50 mil, dependendo da estrutura.

Um estabelecimento que foca no serviço delivery não precisa se preocupar, por exemplo, com um amplo espaço para estacionamento ou a contratação de grande mão de obra. Mas você deve ficar atento à escolha do local. Em linhas gerais, os especialistas recomendam bairros mais residenciais ou avenidas com fácil acesso a vários outros bairros, o que agiliza a entrega.

Embora uma pizzaria delivery não necessite de um salão, o espaço de trabalho deve ser amplo o suficiente para acomodar fornos e fogões a gás, freezers e outros equipamentos essenciais para a operação. E, claro, você também deve considerar um espaço para a instalação da central de GLP, que traz inúmeras vantagens ao negócio, como economia e praticidade.

Mas, antes de tudo isso, lembre-se de fazer uma boa pesquisa sobre o público-alvo da região em que pretende cobrir, os potenciais concorrentes e o que você fará para se diferenciar no mercado. Considere também que opções de atendimento on-line serão oferecidas e a melhor forma de trabalhar com motoboys – a terceirização ou a contratação de frota própria.

Se você quiser mais informações sobre como montar uma pizzaria, acesse a página Ideias de Negócios – Pizzaria, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O guia traz uma visão geral sobre o mercado, as exigências e a estrutura necessária para o desenvolvimento da atividade.

Restaurante à La Carte ou Rodízio

Agora, se por outro lado, você deseja abrir uma pizzaria com atendimento em salão, há duas opções: restaurante à la carte ou rodízio. No primeiro, mais tradicional, o cliente escolhe a pizza a partir do cardápio sugerido; enquanto que, no último, uma gama variada de sabores de pizza é oferecida a um preço fixo. Os dois casos exigem maior planejamento e organização, assim como um investimento bem mais alto, que pode girar entre R$ 50 mil e R$ 250 mil.

A lista de tarefas não é pequena: pesquisa de mercado, estruturação do plano de negócios, escolha do local, investimento em reformas, legalização, compra de equipamentos de cozinha e mobiliário do salão, decoração, busca por fornecedores, contratação de equipe (do pizzaiolo ao gerente, passando por cozinheiros, garçons, faxineiros, caixas) e por aí vai.

Nesses casos, a localização do estabelecimento é crítica. É preciso avaliar a viabilidade do projeto, tanto em relação aos custos quanto aos detalhes que envolvem a operação, a circulação do seu público-alvo, facilidades de acesso, estacionamento e segurança, assim como proximidade a comércio, escritórios, escolas e faculdades.

Outro ponto essencial é estabelecer estratégias para destacar a sua pizzaria da concorrência e atrair clientes. Diversificar a oferta de produtos e serviços é uma solução que dá muito certo. Fique ligado! Mas não se preocupe se você ficar um pouco perdido quando começar a mergulhar nesse universo do empreendedorismo. Nada que estudo e determinação não resolvam!

Food Truck de Pizza

O modelo americano de servir comida na rua geralmente comercializa pedaços de pizza – ou pizzas em diferentes formatos, como cone, palito, wrek – para consumo imediato.

O movimento que tomou conta das ruas do mundo todo começou a ganhar força aqui no Brasil no início de 2014. De lá para cá, a moda bombou, mas ainda há muita oportunidade para quem quer se diferenciar no mercado.

O valor do investimento inicial para abrir um food truck pode variar entre R$ 50 mil e R$ 300 mil, dependendo de diferentes fatores, como se você vai começar do zero ou vai investir em uma franquia, o modelo e tamanho do veículo que vai utilizar, compra de equipamentos e personalização do veículo.

Dentre as vantagens desse negócio sobre rodas estão a mobilidade e o custo relativamente baixo de operação, já que não há gastos com aluguel. Mas nada de entrar nesse segmento apenas porque é algo legal. Faça isso porque é um bom modelo de negócio.

E não se esqueça de que, como qualquer empreendimento, ele também envolve riscos. Portanto, fazer um bom planejamento é fundamental. Tenha um capital de giro, estude o mercado e a legislação específica, invista em um design bacana para o seu food truck e estabeleça um bom plano de marketing.

Obviamente, é preciso analisar também como e onde você vai atuar. Considere local, despesas decorrentes da mobilidade, como combustível e pedágio, horários, idade do público… Está certo que, no caso de pizza, não há idade, não é mesmo? Mas, sem dúvida, o melhor período para vendas é o noturno.

Gostou do artigo? Continue seguindo as nossas dicas! Na próxima semana, vamos falar sobre precificação! E não esqueça: É gás? Copagaz!