Blog Copagaz
28 de setembro de 2018
Categoria:
Comentários (0)

Gás natural ou GLP em restaurantes?

Quem está pensando em abrir um restaurante ou mesmo planejando dar uma turbinada na cozinha do seu estabelecimento geralmente se questiona sobre qual a melhor alternativa energética: Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) ou Gás Natural (GN)? Afinal, é fundamental contar com um combustível que eleve a eficiência do seu negócio e não deixe ninguém na mão, não é mesmo? Quer conhecer algumas diferenças entre esses gases e descobrir por que o uso do GLP em restaurantes é a escolha inteligente? Então, continue com a gente!

Diferenças

A primeira pergunta que vem à cabeça de muitas pessoas é: “Mas o que difere o gás de cozinha do gás natural? Não é tudo a mesma coisa?”. Não, não é! Embora os dois sejam uma mistura de hidrocarbonetos, a composição básica do GLP é o propano e butano, enquanto o GN é composto 90% de metano. O primeiro é obtido do refino do petróleo ou do gás natural, o segundo é extraído de jazidas de petróleo e processado nas Unidades processadoras de Gás Natural (UPGNs).

Em casos de vazamentos em áreas externas, os dois gases se dissipam. Já em áreas fechadas, o gás de cozinha, mais pesado que o ar, tende a se acumular próximo ao chão, enquanto o gás natural, mais leve, sobe para a região do teto.

Outra diferença, mais óbvia e popular, é que o GLP é comercializado em recipientes de aço, ao passo que o GN é distribuído de forma encanada pelas concessionárias estaduais. Por quê?

Simplesmente porque o primeiro, sob alta pressão, passa para o estado líquido, o que facilita seu envase, transporte e armazenagem, enquanto o segundo continua em estado gasoso, ocupando grande volume. Daí a dificuldade de armazenar o gás natural e a necessidade de transportá-lo por meio de gasodutos e redes canalizadas de distribuição.

Capilaridade

A praticidade de transporte do gás de cozinha permite que ele chegue a qualquer lugar do Brasil. Graças a essa capilaridade, qualquer empresário pode apostar no uso de GLP em seu restaurante tranquilamente, esteja seu negócio localizado em uma metrópole como São Paulo ou em um pequeno município do interior do Amazonas, por exemplo. Afinal, há distribuidoras e revendedores autorizados de gás de cozinha espalhados de Norte a Sul do país.

Por outro lado, no que diz respeito à distribuição de gás natural, ainda há milhares de ruas em várias localidades brasileiras e até mesmo cidades inteiras que não contam com a rede canalizada do combustível. Mas isso não é um empecilho para você deixar de investir no setor de alimentação, não é mesmo?

Eficiência energética

Quando se trata de investimento, todos os detalhes são importantes para alcançar sucesso. E nada melhor que um combustível potente para que o cardápio de um restaurante fique ainda mais gostoso! Assim é o GLP! Você sabia que, entre todos os energéticos existentes, o nosso conhecido gás de cozinha é o que tem a maior potencial calorífico? Ou seja, ele é o que mais gera energia.

Por exemplo, um quilo de GLP libera 11.750 quilocalorias de energia, enquanto um metro cúbico de gás natural encanado, 9.400 quilocalorias. Isso quer dizer que, para alcançar a mesma eficácia do GLP, é preciso uma quantidade maior de GN. Uma diferença bastante significativa na ponta do lápis!

Não é por menos que a eficiência energética do GLP o torna uma excelente alternativa para alavancar a produtividade e o lucratividade do seu negócio. Por isso, uma coisa é certa: a utilização de fornos, fogões, chapas, fritadeiras e outros equipamentos a GLP em restaurantes é a melhor escolha para unir eficiência e economia na sua cozinha.

Escolha inteligente

Investir no uso de GLP em restaurantes traz mais segurança e praticidade para o dia a dia dos estabelecimentos. Confira outros motivos que tornam o gás a escolha energética inteligente:

  • Na medida certa para o seu negócio: o gás é disponibilizado em recipientes transportáveis e retornáveis de 45 kg e cilindros transportáveis abastecidos no local de 190 kg, geralmente os mais adequados para restaurantes;
  • Instalação simples e sob medida: projeto de instalação da central de GLP personalizado para o seu negócio e seguindo todas as normas técnicas vigentes;
  • A granel: abastecimento prático, contínuo, seguro e programado;
  • Abastecimento garantido: a gestão do estoque de GLP garante que seu estabelecimento nunca fique desabastecido;
  • Assistência técnica 24 horas, 365 dias: dia e noite, em horários estendidos para melhor atender aos clientes;
  • Manutenção preventiva anual gratuita: uma garantia extra de qualidade e segurança.

Quer saber mais sobre o uso do GLP em restaurantes? Acompanhe as próximas matérias aqui no nosso blog ou entre em contato com os nossos especialistas pelo 0800 707 2672 ou pela Central de Atendimento.