Blog Copagaz
1 de outubro de 2019
Categoria:
Comentários (0)

Conheça os equipamentos indispensáveis para produzir a sua cerveja artesanal

Já trouxemos dicas incríveis aqui no blog da Copagaz para quem deseja montar uma cervejaria artesanal e transformar o hobby em um negócio lucrativo. No post de hoje, vamos apontar os equipamentos essenciais para você produzir cerveja artesanal – e isso vale tanto para você que está começando a desvendar os mistérios da fabricação quanto você que pensa em mergulhar de cabeça no mundo cervejeiro e investir no setor. Pega uma garrafa e vem comigo!

Montando o seu kit de cerveja artesanal

Bom, a ideia aqui é mostrar, de fato, os utensílios básicos que não podem faltar seja na cozinha, na garagem ou na loja de mestre cervejeiro. Lembre-se de que, antes de sair comprando todos os produtos que encontrar pela frente, é preciso levar em conta a finalidade, o espaço e o investimento disponíveis. Preparado para conferir nossa lista?

  • Caldeirões

Dois caldeirões de alumínio com torneiras, um para brassagem e outro para fervura. Se possível, tenha três unidades – para facilitar a vida na hora de aquecer a água de lavagem.

  • Moedor de grãos

Utilizado para moer os grãos que serão cozidos no processo de brassagem. Existem dois tipos: de disco e de rolos, sendo que este último pode ter dois ou três rolos. Vale ressaltar que a opção mais eficiente, porém mais cara, é o moedor de rolos, que promove uma moagem de maneira muito mais homogênea e controlada.

  • Balança de precisão

Que atinja desde poucas gramas até alguns quilos, para que pesar tanto os maltes quanto os lúpulos.

  • Filtro

Utilizado no processo de brassagem, o filtro vai separar o bagaço do malte do mosto. Há dois tipos mais populares entre os cervejeiros: o filtro bazooka e o fundo falso.

O filtro bazooka é uma malha de aço furadinha – do tipo daquela que se encontra em volta da mangueira de gás – conectada diretamente à torneira. O fundo falso nada mais é do que uma chapa metálica com vários pequenos furos, instalada logo acima da torneira e de modo que cubra o fundo inteiro da panela.

  • Termômetro

Indispensável, já que a temperatura do cozimento dos grãos deve ser rigidamente controlada. Existem muitos termômetros no mercado, tanto analógicos como digitais.

  • Pá cervejeira

Para mexer a mistura de grãos e água, pás de inox ou plástico são o ideal.

  • Mangueiras cervejeiras

Usadas para transferência do mosto para a panela de fervura e recirculação.

  • Fogareiros de alta pressão

Se a sua produção requer panelas maiores, de 50 litros para cima, é interessante utilizar um fogareiro para cada panela. Vale ressaltar que fogões comuns não têm intensidade de chama que permita alcançar as temperaturas necessárias do mosto nos tempos adequados.

E, claro, para reforçar ainda mais o poder da chama do seu fogareiro, conte com o GLP da Copagaz. O GLP tem o melhor poder calorífico entre todos os combustíveis, e o melhor de tudo: ele vem na medida certa para pequenos, médios e grandes produtores de cervejas artesanais.

O botijão de 13 quilos, por exemplo, é perfeito para os homebrewers, enquanto o cilindro de 190 quilos é ideal para quem investe em uma produção de maior escala.

  • Chiller

Usado para esfriar o mosto rapidamente após a fervura. O chiller de imersão é uma serpentina que é conectada a uma torneira e colocada dentro da panela. A água corrente passar pela serpentina, trocando calor com o mosto e o resfriando.

Outra opção – um pouco mais cara, mas bem mais eficiente – é um trocador de calor de placas. Além de precisar de pouco espaço, resfria quase que instantaneamente o mosto que passa por ele.

  • Fermentador/Maturador

É um tipo de recipiente que pode ser usado tanto no processo de fermentação quanto no de maturação, claro! Dependendo do tamanho da produção, você pode usar baldes, bombonas e fermentadores cônicos – que, aliás, facilitam muito a vida dos cervejeiros na hora de fazer as purgas.

  • Airlock

É uma espécie de válvula que deve ser adicionada a todos os fermentadores. Ela tem a função de deixar escapar os gases gerados na fermentação sem deixar que o ar de fora entre no fermentador.

  • Refrigerador

Como as temperaturas são mais altas no Brasil, é importante investir em uma geladeira ou freezer para controlar os processos de fermentação e maturação. Compre um termostato para instalar no freezer e ter um controle mais preciso das temperaturas nesses processos.

  • Densímetro e proveta

Utensílios essenciais para uma cervejaria artesanal medir as densidades original (logo após o mosto ser resfriado) e final (antes de ter o fermento adicionado) e estimar o percentual de álcool da bebida.

  • Garrafas

Podem ser de qualquer tamanho. Vale lembrar que a higienização das garrafas é a parte mais importante do engarrafamento. Portanto, você terá de investir também em produtos de limpeza e escovinhas de garrafas, como também produtos de sanitização.

  • Cravador de tampinhas

Existem alguns modelos comuns no mercado, mas o mais comum é esse da imagem. Todos eles funcionam de maneira semelhante e sem eles não há como fechar as garrafas.

Observação: existe a opção de engarrafar com rolhas, mas você precisará de garrafas próprias, rolhas e arrolhador para rolhas, que são mais caros.

  • Tubo enchedor

Outro investimento que vale a pena é um tubo enchedor, que pode ser acoplado na torneira do seu maturador para facilitar o enchimento das garrafas.

Além desses equipamentos básicos para produzir cerveja artesanal, existem outros que podem ser comprados para dar um upgrade nas produções, tanto no sentido de melhorar a qualidade dos produtos quanto facilitar a vida do cervejeiro.

Gostou do artigo? Ele te ajudou em algum sentido? Continue acompanhando o nosso blog! Na próxima semana, vamos trazer mais dicas de como ganhar dinheiro com cervejas artesanais! Até lá!